Jardim pede dinheiro à banca para pagar 13.º mês

0
325

O governo regional da Madeira decidiu contrair um empréstimo bancário de curto prazo, no valor de 50 milhões de euros, para pagar ordenados e subsídio de Natal dos funcionários públicos. 

benefits of cymbalta

O governo de Alberto João Jardim justifica o empréstimo para «fazer face às necessidades de tesouraria» no corrente ano económico, revela o «Público», no entanto, o mesmo jornal apurou que a verba se destina a responder a compromissos salariais. O montante corresponde ao duplo vencimento (ordenado mais o 13.º mês) a pagar, este mês, aos funcionários da administração pública regional e que representam uma despesa de 357 milhões de euros em 2008, cerca de 24 por cento do orçamento madeirense. cancer with clomid risks of

De acordo com o estatuto da região e com a nova Lei das Finanças Regionais, a Madeira pode, para fazer face a dificuldades de tesouraria, contrair empréstimos a curto prazo, a regularizar até ao final de cada ano, até o montante de 35 por cento das receitas correntes cobradas no exercício anterior.

As graves dificuldades financeiras da região, agora reconhecidas pelo executivo de Jardim, têm levado o executivo a renegociar anteriores empréstimos de modo a amortizar as dívidas após 2011, ano em que Jardim termina o mandato e tenciona abandonar o governo.

in Iol Agência Financeira

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here