Leite açoriano Terra Nostra retirado do mercado não afecta saúde pública

0
175
leiteA produção de Fevereiro do leite “Terra Nostra” foi retirada do mercado por conter índices de ultrapasteurização inferiores aos normais, mas “não há problemas para a saúde pública”, garantiu hoje a autoridade sanitária do concelho.

Rosa Lafaiete, Delegada de Saúde do Concelho de Ponta Delgada, disse à Agência Lusa que “não existe qualquer problema para a saúde pública com o leite Terra Nostra” retirado do mercado pela fábrica e pelas autoridades da Inspecção Económica.

 

“Acontece que na produção do mês de Fevereiro foram detectados, pela fábrica, índices de ultrapasteurização inferiores aos padrões de qualidade da fábrica”, adiantou.

Um técnico em tecnologia leiteira explicou que “o único problema é o da durabilidade do leite na caixa”.

Segundo o especialista, “o leite pasteurizado ferve a uma temperatura inferior a cem graus centígrados e o ultrapasteurizado a uma temperatura superior a cem graus isentando-os de microorganismos nocivos para a saúde”.

 

O leite ultrapasteurizado “tem vantagem em relação ao pasteurizado pelo facto de aguentar mais tempo na prateleira sem necessidade de refrigeração”, explicou o especialista.

Também o presidente da Federação Agrícola dos Açores, Jorge Rita, sublinhou que “estão dadas as garantias de que não há problemas de saúde pública”.

 

 

 

In AOriental

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here