Presidente do Governo dos Açores diz que sismos devem ser encarados sem alarmismos

0
642
O presidente do Governo dos Açores, Vasco Cordeiro, sublinhou hoje que os sismos sentidos desde a madrugada em São Miguel devem ser encarados com cautela, mas, e de acordo com os dados conhecidos nesta fase, sem alarmismos.

“É uma situação que não é inédita, que naturalmente inspira os cuidados que todos os açorianos já conhecem. Deve ser encarada com as cautelas que naturalmente uma situação destas implica, mas sem alarmismos, pelo menos quanto aos dados que temos conhecimento neste momento”, vincou o chefe do executivo açoriano.

Vasco Cordeiro falava aos jornalistas em Lisboa, durante uma visita à feira agroalimentar SISAB, e na ocasião o responsável sublinhou que o executivo que lidera está “desde a primeira hora” a monitorizar a situação sísmica em São Miguel.

Centenas de sismos ocorreram na última noite e esta manhã na ilha de São Miguel, nos Açores, e 20 deles foram sentidos pela população, informou hoje o responsável regional pela Proteção Civil, salientando que a frequência sísmica diminuiu ligeiramente.

De acordo com o presidente do Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores (SRPCBA), Carlos Neves, todas as entidades de proteção civil estão prontas a agir, em caso de necessidade.

“Esta atividade começou pelas 24:00, estendeu-se ao longo da noite e manhã. Ocorreram centenas de sismos de baixa intensidade e magnitude, dos quais 20 foram sentidos pela população. Esta situação continua a manter-se, embora tenha baixado ligeiramente de frequência”, afirmou o responsável numa conferência de imprensa ao final da manhã na sede do organismo, em Angra do Heroísmo, ilha Terceira.

“Podemos dizer que em São Miguel, nas povoações entre Água de Pau e a Povoação, a sul da ilha de São Miguel, foi onde sentiram mais os sismos, e a norte, entre Rabo de Peixe e Fenais da Ajuda”, acrescentou.

Entre as medidas de segurança a adotar pela população, o SRPCBA aconselha a que seja mantida a calma, que não seja provocado fogo, devido a possíveis fugas de gás, que sejam desligados os circuitos de gás, eletricidade e água, caso haja suspeita de que se encontram danificados, que não sejam utilizados elevadores, cuidado com vidros partidos ou cabos de eletricidade e afastamento das praias.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) registou às 07:17 (hora local) nas estações da Rede Sísmica do arquipélago dos Açores um sismo de magnitude 3,6 na escala de Richter com epicentro localizado a cerca de seis quilómetros a sul-sudeste de São Brás, em São Miguel.

 

 

 

Lusa / Açores 24Horas / Foto de Arquivo

Download PDF

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here