Açores comemoram Dia Internacional dos Monumentos e Sítios

0
281

O Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, que se celebra a 18 de abril e tem este ano como tema “Património Cultural: de geração em geração”, vai ser assinalado nos Açores com diversas iniciativas no âmbito dos Serviços Externos da Direção Regional da Cultura, na dependência da Secretaria Regional da Educação e Cultura.

O Museu Carlos Machado, em Ponta Delgada, assinala esta data com a realização de três iniciativas, que terão lugar a 18, 19 e 22 de abril.

No dia 18 de abril, das 13h15 às 15h00, terá lugar na EBI/JI de Fenais da Luz a oficina pedagógica “Viagem pelas Nuvens”, que conta com a colaboração do comandante João Albergaria, da SATA, e é destinada a crianças do 3.º e do 4.º ano de escolaridade.

Nesta atividade, inserida no Projeto “Fenais da Luz – Comunidade em Foco”, pretende-se sensibilizar os mais novos para a importância da meteorologia e do conhecimento dos fenómenos atmosféricos e do clima em geral.

No dia seguinte, entre as 10h00 e as 16h00, terá lugar a iniciativa “Abril, Águas Mil – Rota patrimonial pela atmosfera de São Miguel”.

Esta iniciativa, que se destina a maiores de seis anos, obriga a inscrição prévia, que deve ser feita através do telefone 296 202 930.

O Museu Carlos Machado, detentor do espólio fotográfico de Afonso Chaves, que se dedicou ao estudo da meteorologia, associa-se ao IPMA – Instituto Português do Mar e da Atmosfera na organização desta rota patrimonial, que visa dar a conhecer algumas caraterísticas meteorológicas da Região e divulgar lugares que lhes estão associados, além de alertar os cidadãos para questões emergentes do clima.

O percurso desta rota começa na Fajã de Cima, no antigo Observatório Magnético de S. Miguel, e termina no Observatório Afonso Chaves, no Relvão.

Os participantes nesta atividade, que conta com a colaboração dos meteorologistas Fernanda Carvalho e Diamantino Henriques, são convidados a levar almoço e fazer um piquenique nos jardins do Observatório do Relvão.

A 22 de abril, entre as 15h00 e as 17h30, realiza-se a rota patrimonial denominada “Passo a passo, pelo povoado das Sete Cidades”, organizada pela Loja Eco-Atlântida (Cresaçor e Associação Juventude da Candelária) e conta com a colaboração da equipa do Património Cultural Imaterial do Museu Carlos Machado.

A participação nesta iniciativa obriga a inscrição prévia, que deve ser feita através do telefone 296 202 930.

Durante o percurso, os participantes terão oportunidade de conhecer pessoas e lugares do património das Sete Cidades.

Por seu turno, o Museu de Angra do Heroísmo promove, a 18 de abril, entre as 10h00 e as 16h00, no Núcleo de História Militar Manuel Coelho Baptista de Lima, uma atividade denominada “À Boa Nova – ação de sensibilização para taxistas”.

O Museu de Angra do Heroísmo, considerando o papel fundamental que têm os taxistas na transmissão de informações ligadas às mais diversas vertentes do património, do imaterial ao edificado, promove um programa de visitas orientadas especialmente dedicado a estes profissionais, que são convidados a conhecer o Núcleo de História Militar Manuel Coelho Baptista de Lima, que, a par dos espaços expositivos passíveis de serem usualmente visitados, terá também abertas as reservas de Uniformes, Armas Pesadas e Armas Ligeiras.

Com esta iniciativa, o Museu pretende contribuir para divulgar o valioso acervo exposto e guardado neste espaço, que foi distinguido no ano passado pela APOM como a “Melhor Coleção Visitável” a nível nacional.

O Museu Francisco de Lacerda, em S. Jorge, também se associa às comemorações, promovendo, a 18 de abril, pelas 21h00, na Igreja de Nossa Senhora do Rosário, no Topo, a realização de um concerto com o Coro e Orquestra José Damião de Almeida, grupo jorgense que apresentará um repertório de música erudita e temas tradicionais açorianos.

O Museu da Graciosa, por sua vez, promove a realização de um roteiro cultural intitulado “Do barro à telha”.

Este roteiro, especialmente dirigido aos jovens do Centro Ocupacional da Associação Cultural, Desportiva e Recreativa da Graciosa, começa no lugar do Barreiro, pelas 15h30, e termina nos fornos de telha, no lugar da Rochela.

Ao longo do percurso serão abordados aspetos ligados à extração do barro e às diferentes fases e técnicas de conceção, cozedura, secagem, armazenamento e comercialização da telha.

Para assinalar o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, o Museu do Pico promove, no Museu da Indústria Baleeira e em colaboração com a Escola Básica e Secundária de São Roque, a realização de atividade “Um dia na fábrica”.

A iniciativa tem por base o testemunho e a experiência de um antigo trabalhador, que vai guiar a visita dos estudantes seguindo o percurso de um dia de trabalho.

Ainda no Pico, a 25 de abril, no Museu dos Baleeiros, pelas 16h00, terá lugar o lançamento do livro “Crónicas e Contos de Natal do Avô Ermelindo”.

Por seu lado, o Museu da Horta realiza um percurso interpretativo denominado “São Francisco, Matriz e Carmo”, que inclui os locais de referência da cidade, destacando a sua história e funções.

Este percurso realiza-se a 18 abril, para as escolas, e a 21 abril, pelas 10h30, para o público em geral, devendo os interessados efetuar as marcações nas receções do Museu da Horta e da Casa Manuel de Arriaga, através do email museu.horta.info@azores.gov.pt ou do telefone 292 202 576.

O Museu das Flores assinala a data com a realização, a 15 de abril, pelas 14h30, de uma visita à Pedra dos Náufragos, na Fajã do Conde.

A também denominada Pedra de Lang conta a história da barca americana ‘Modena’, que aportou nas Bermudas, com destino a Boston, mas, uma semana depois de ter levantado ferro, a 22 de abril de 1873, o capitão Lang e a sua tripulação foram obrigados a abandonar o navio.

O socorro chegou por um navio que fazia a travessia entre a América e a Europa e os deixou, a 5 de maio, na costa leste da ilha das Flores.

Os tripulantes foram mantidos de “quarentena” pela população, com medo do possível contágio de doenças, encontrando-se a história destes 12 homens apenas documentada nesta pedra.

No âmbito das comemorações do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, a Direção Regional da Cultura oferece, durante os meses de abril e maio, um bilhete gratuito de entrada nos museus sob a sua tutela a todos os passageiros da SATA e da Atlânticoline que apresentem o seu talão de embarque nas bilheteiras dos museus.

O Dia Internacional dos Monumentos e Sítios foi criado pelo ICOMOS – Conselho Internacional dos Monumentos e Sítios a 18 de abril de 1982 e aprovado pela UNESCO no ano seguinte, com o objetivo de sensibilizar os cidadãos para a diversidade e vulnerabilidade do património, bem como para a necessidade da sua proteção e valorização.

A Direção Regional da Cultura informa que estes e outros eventos estão disponíveis para consulta na Agenda Cultural do Portal CulturAçores, no endereço www.culturacores.azores.gov.pt.

Download PDF

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here