Parlamento Regional aprova voto de pesar pelo falecimento do deputado Paulo Parece

0
322

Foi hoje aprovado por unanimidade, no Parlamento Regional, um voto de pesar pelo falecimento de Paulo Parece, deputado na Assembleia Regional dos Açores, que no passado dia 11 de novembro, faleceu inesperadamente, aos 51 anos, em Vila Franca do Campo, na ilha de São Miguel.

Paulo Henrique Parece Baptista, “era respeitado e admirado por parlamentares de variados quadrantes políticos pelo trato fácil e pela forma elevada como tratava os assuntos autonómicos e a sua ilha de Santa Maria, a sua maior prioridade”, afirmou Ana Luís, dando voz ao documento aprovado pelos Grupos Parlamentares do PS, PSD, CDS-PP e BE e pelas Representações Parlamentares do PCP e PPM, ao abrigo das disposições regimentais aplicáveis, reconhecendo o empenho de Paulo Parece em diversos movimentos associativos locais e fóruns de debate respeitantes à ilha de Santa Maria, “ homem de grande valor, o que se pode aferir pelas inúmeras e relevantes funções que exerceu ao longo da sua vida, como Homem e Político”.

“A Assembleia Legislativa, e todos nós, sentimo-nos hoje mais pobres com a sua infeliz e prematura partida”, manifestou ainda a presidente do Parlamento Regional.

Exercia funções de deputado regional desde 2014, pelo círculo regional da ilha de Santa Maria, eleito pelo Partido Social Democrata, era membro da Comissão Permanente de Assuntos Parlamentares, Ambiente e Trabalho e relator da Comissão Eventual de Inquérito ao Setor Público Empresarial Regional e Associações sem Fins Lucrativos Públicas.

Paulo Parece, foi presidente da Juventude Social Democrata de Santa Maria, pertenceu como membro ativo em várias Assembleias Municipais de Vila do Porto e foi candidato à Assembleia Legislativa em mandatos anteriores, designadamente, em 2008 e 2012. Foi eleito presidente da Assembleia Municipal de Vila do Porto, nos mandatos de 2009/2013 e 2013/2017, e desempenhou o cargo de presidente da atual Comissão Política de ilha do PSD.

Na sua ilha foi um dos fundadores da Associação de Rádio Amadores Marienses, era secretário da Assembleia Geral do Clube Asas do Atlântico e fez parte da Mesa da Santa Casa da Misericórdia de Vila do Porto.

Foi fundador e presidente da Associação de Caçadores de Santa Maria, desempenhava funções como presidente da Assembleia Geral do Clube desportivo Os Marienses, sendo também um dos fundadores da Confraria da Maré de Agosto.

Era ainda presidente e fundador da Associação “Praia Formosa”, presidente da Associação de pais da Escola Bento Rodrigues e elemento ativo no Rally Santa Maria desde o seu início, exercia funções de Comissário Técnico Chefe, quer a nível de Santa Maria e no panorama dos Rallys do regional.

Após a aprovação do voto de pesar, foi cumprido um minuto de silêncio na Assembleia legislativa regional dos Açores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here