Alexandre Gaudêncio propõe revisão de valor padrão pago às IPSS

0
110
O presidente do PSD/Açores propôs a revisão dos apoios públicos atribuídos às instituições particulares de solidariedade social (IPSS), alegando que o valor padrão atual é “insuficiente” para cobrir os custos fixos.
“O valor padrão não é suficiente para cobrir as despesas que as IPSS têm com os seus utentes. Por exemplo, no caso do lar de idosos da Santa Casa da Horta, há um custo por utente de cerca de 1200 euros mensais e a instituição recebe, no máximo, 870 euros. Há aqui um claro défice que é preciso colmatar”, afirmou Alexandre Gaudêncio, em declarações aos jornalistas.
O líder dos social-democratas açorianos, que falava no final de uma visita à Santa Casa da Misericórdia da Horta, considerou “urgente” a revisão do valor-padrão pago às IPSS da Região, de forma a resolver o problema de subfinanciamento que afeta estas instituições.
“Constatamos, de forma transversal a todas as instituições da Região que temos visitado, que o financiamento é claramente suficiente. É urgente rever o valor padrão para fazer face a este claro subfinanciamento que existe atualmente no setor social”, considerou.
O líder social-democrata manifestou ainda “preocupação com o estado do setor social” nos Açores, dado que “este Governo Regional está a levar à falência as nossas instituições”.
“Com a teimosia deste Governo só há uma forma de reverter esta situação: é os açorianos mostrarem, nas eleições de 2020, um cartão vermelho ao Partido Socialista e apostarem na alternativa credível que o PSD apresenta”, concluiu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here