Diretora Regional do Turismo sublinha importância de potenciar o desenvolvimento de novos produtos

0
78

A Diretora Regional do Turismo sublinhou hoje, nas Lajes das Flores, a importância de se “potenciar o desenvolvimento de novos produtos turísticos”, que tirem partido “de uma forma integrada, das mais-valias e das diferenças” existentes de ilha para ilha, numa opção que segue um “conceito agregador e inovador da oferta”.

Cíntia Martins, que falava no âmbito do II Encontro de Turismo das Flores e do Corvo, salientou que estas ilhas “têm vindo a conquistar espaço no turismo regional, pelo caráter diferenciador da sua oferta enquanto ilhas Reservas da Biosfera”.

A Diretora Regional destacou a apetência para atividades em contacto com a natureza, como o canyoning, mas também o mergulho, o birdwatching, os passeios a pé, enquanto “produtos que muito têm contribuído para a valorização dos Açores como destino de turismo de natureza”.

“Sobretudo através da notoriedade alcançada com a realização de grandes eventos associados a esses produtos, como o Encontro Internacional de Canyoning e o ATR West Atlantic Trail, no caso das Flores, e da projeção internacional do birdwatching no Corvo, cuja atividade atrai fluxos significativos, originando mesmo a criação de um Centro de Interpretação de Aves Selvagens”, acrescentou.

Na sua intervenção, Cíntia Martins frisou que “as especificidades da oferta turística destas duas ilhas assumem especial importância” nesta fase em que está em vias de implementação um novo paradigma para o desenvolvimento do turismo dos Açores, que assentará no POTRAA – Programa de Ordenamento Turístico da Região Autónoma dos Açores, que se encontra em fase final de revisão”.

“Um instrumento de planeamento e gestão territorial que visa o desenvolvimento de um modelo turístico que afirme os Açores como destino sustentável e de excelência e que assegure o equilíbrio ambiental, social e económico, assente na diversidade e diferenciação da matriz vocacional de cada ilha, na valorização, salvaguarda e diversificação de produtos e recursos culturais, naturais e paisagísticos, e na qualificação dos serviços, numa abordagem alinhada com o Plano Estratégico e de Marketing do Turismo dos Açores, que se encontra em vigor”, afirmou.

A Diretora Regional referiu ainda o “caráter oportuno” desta iniciativa, numa altura em que “a dinâmica turística dos últimos anos nos obriga a todos, entidades públicas e privadas ligadas ao setor, a refletir sobre o futuro, sobretudo no que diz respeito a novas tendências e abordagens e ao novo paradigma a implementar no desenvolvimento turístico dos Açores”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here