Disponíveis 240 vagas para pessoal técnico e auxiliar afeto a respostas sociais dirigidas a pessoas com deficiência

0
125

A Secretária Regional da Solidariedade Social anunciou hoje, em Ponta Delgada, que o Governo dos Açores dará início, em maio, à formação para profissionais, pessoal técnico e auxiliar afeto a respostas sociais dirigidas a pessoas com deficiência, estando disponíveis 240 vagas para técnicos de todo o arquipélago.

Andreia Cardoso, que falava à margem de uma visita à Associação Seara de Trigo, adiantou que estas formações serão promovidas pela Direção Regional da Solidariedade Social e terão lugar entre maio e junho, nas ilhas Terceira, São Miguel e Faial.

Serão duas ações, estando uma orientada para a sexualidade na deficiência, intitulada ‘A diversidade da Sexualidade e dos Afetos’, e a outra para a gestão de comportamentos agressivos na relação com a pessoa com deficiência, denominada ‘Gestão + Inclusiva da Pessoa com Deficiência no Espaço Organizacional’.

“Estas duas áreas de formação foram definidas a partir do Estudo de Avaliação e Caraterização dos Centros de Atividades Ocupacionais (CAO) da Região, realizado em 2018, onde foi possível identificar as necessidades formativas mais prementes sentidas pelos colaboradores desta resposta social”, salientou a Secretária Regional.

As ações de formação serão asseguradas pelo Instituto Nacional de Reabilitação (INR), entidade certificada e com reconhecido trabalho na área da deficiência, que realizará um total de 12 sessões, seis de cada um dos temas, distribuídas pelas três ilhas.

“Tendo em conta que as temáticas em apreço são transversais, considerou-se importante alargá-las a todo o pessoal técnico e auxiliar que se encontre afeto a estas respostas sociais, e não apenas aos profissionais”, disse Andreia Cardoso.

Com estas formações, o Governo dos Açores está a implementar mais uma das ações previstas no plano bianual 2018-2019 da Estratégia Regional de Combate à Pobreza e Exclusão Social, nomeadamente a de melhorar a qualidade da resposta dos CAO e Lares Residenciais, através do reforço da formação dos seus colaboradores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here