26 prémios de excelência atribuídos no âmbito do programa “Eco Freguesia” 2018

0
124

O programa “Eco Freguesia” 2018 atribuiu 26 prémios de excelência no âmbito “freguesia limpa de 2018”, com representatividade em todas as ilhas do arquipélago: 1 no Corvo, 1 nas Flores, 5 no Faial, 2 no Pico, 1 em São Jorge, 1 na Graciosa, 8 na Terceira, 4 em São Miguel e 3 em Santa Maria.

Marta Guerreiro, que falava na entrega dos Prémios Excelência, instituídos desde 2014, salientou que esta é uma forma de distinguir “as freguesias cujo esforço de limpeza e de manutenção tenha obtido as pontuações mais elevadas nos diversos critérios de avaliação”.

“Em 2018, tivemos 149 freguesias inscritas, sendo 103 distinguidas com o galardão “Eco-freguesia”, que lhes permite ostentar a respetiva bandeira durante o próximo ano”, para além da distribuição adicional de 21 diplomas de reconhecimento que mostraram uma evolução positiva nestas matérias, reforçou a Secretária Regional da Energia, Ambiente e Turismo.

Segundo a governante, “premiar o desempenho e distinguir a excelência é, não só, reconhecer o esforço das populações e dos seus órgãos autárquicos, mas também incentivar a continuidade das ações de manutenção e limpeza dos espaços públicos, rumo a uma mudança efetiva de comportamentos”.

“As Juntas de Freguesia desempenham um papel preponderante por serem um verdadeiro elo de ligação entre as reais necessidades das populações e o desenho de políticas que as satisfaçam, com influência direta nos níveis de qualidade de vida das pessoas”, sublinhou a titular da pasta do Ambiente, acrescentando que esta cerimónia não é mais do que um justo reconhecimento que não podemos deixar de assinalar, todos os anos, pela importância de mantermos um trabalho conjunto de verdadeiro interesse público”.

Na ocasião, a Secretária Regional adiantou que, “este ano, inscreveram-se 143 freguesias dos Açores, sendo que as candidaturas apresentadas aos projetos ‘A Minha Ribeira’ e ‘Costa Limpa’ abrangem a intervenção em 208,6 quilómetros de linhas de água e 147,9 quilómetros de costa, respetivamente”.

“Algo que corresponde a 450 mil euros de apoio financeiro, para além do valor adicional de cerca de 50 mil euros a disponibilizar às melhores candidaturas do projeto “A Minha Ribeira” por via de equipamentos de apoio à limpeza e manutenção da rede hidrográfica”, acrescentou.

O “Eco-freguesia, freguesia limpa” tem como objetivo reconhecer e distinguir o esforço das entidades locais, em colaboração com as suas populações, na limpeza, remoção e destino final dos resíduos abandonados em espaços públicos, incluindo as linhas de água e a orla costeira, bem como o desenvolvimento e participação em programas e ações de sensibilização e educação ambiental.

Marta Guerreiro frisou, ainda, que este programa “ganhou escala e notoriedade, consolidando-se como um projeto de grande alcance e eficácia, reconhecido pelas nossas Freguesias, bem como pelos cidadãos e pelas diversas entidades envolvidas na preservação da qualidade ambiental”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here