Governo dos Açores solicitou antecipação de ajudas do POSEI e do PRORURAL+

0
109

O Secretário Regional da Agricultura e Florestas anunciou que o Governo dos Açores solicitou, na semana passada, ao Governo da República que sejam desencadeados junto da Comissão Europeia os mecanismos para a antecipação do pagamento das ajudas no âmbito dos programas POSEI e PRORURAL+ aos agricultores açorianos, para atenuar desvantagens competitivas, os prejuízos a que foram sujeitos devido à seca e assegurar a indispensável liquidez das explorações.

“Este pedido de pagamento antecipado justifica-se por duas ordens de razão. Por um lado, a seca, que condicionou em 2018 a produção e armazenagem de forragens próprias para alimentar os bovinos, com consequências ainda este ano e, por outro, o diferencial de preço do leite pago aos produtores do Açores, que é mais baixo do que se verifica no continente português e, sobretudo, à média europeia”, afirmou João Ponte.

Em concreto, o pedido açoriano visa a antecipação em 70% no caso do POSEI e 85% no caso do PRORURAL+.

“Estes fatores têm condicionado fortemente a competitividade das explorações leiteiras açorianas, mas também o rendimento dos produtores, que continuam a viver tempos muito difíceis, numa situação de clara desvantagem relativamente aos seus congéneres europeus”, frisou João Ponte.

Acresce que, também ao nível da horticultura e da fruticultura, a seca teve um impacto substancial, impedindo, em muitos casos, que os agricultores colhessem rendimentos das suas culturas, pelo que esses setores ainda se encontram em fase de recuperação.

“Por tudo isso, o Governo dos Açores aguarda com expectativa que a União Europeia seja sensível aos argumentos açorianos e autorize, à semelhança do ocorrido em 2018, a antecipação das ajudas, com claro benefícios para a tesouraria dos nossos agricultores”, salientou o Secretário Regional.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here