Relatório do 32º colóquio da lusofonia graciosa 2-7 outº 2020 – Por Chrys Chrystello

0
88
Foto - Chrys Chrystello

Sempre temi tufões, como lhe chamamos na Ásia e Austrália, mas o Lorenzo furacão nada preconizava de diferente quando se aproximou dos Açores, tanto mais que a sua chegada coincidia com o 32º colóquio. A Lusofonia iria regressar à Graciosa ilha branca – depois de ali termos estado em 2015 no 24º – e havia muita gente a deslocar-se via Lisboa, que prontamente viu os seus voos cancelados e atrasados 24 horas. Nem sequer se sabia se poderíamos chegar a tempo da abertura dos trabalhos. Tivemos sorte, chegando dia 2 para poder preparar tudo e cancelar a participação dos ausentes dia 3, tentando manter o máximo possível do programa original. Este colóquio estava tão repleto de eventos que teria sido difícil encurtá-lo e dar voz a todos os participantes. Felizmente todos os que faltaram à sessão de abertura chegaram com 24 horas de atraso.
A novidade principal deste evento, além da homenagem ao decano dos autores açorianos, o poeta Eduíno de Jesus, era a vinda de convidados de vários países com dois pesos pesados da literatura nacional e internacional TEOLINDA GERSÃO e JOSÉ LUÍS PEIXOTO, a que se juntariam do Canadá Eduardo Bettencourt Pinto, de Angola Jorge Arrimar, o cientista Félix Rodrigues, o escritor Pedro Almeida Maia, Victor Rui Dores, Álamo Oliveira, Norberto Ávila, os músicos timorenses Piki Pereira e Mintó Deus, a jovem cantautora de Belmonte Joana Carvalho e mais uma vintena de autores de doze países e regiões como a Galiza, Luxemburgo, Bélgica, EUA, Cabo Verde, etc.
Na ilha da música tivemos mais de uma dúzia de recitais, quatro sessões de poesia, uma visita ao Museu da Graciosa (a quem ofertei em 2015 um clavicórdio de 1794), passeios geoculturais pela vila e ilha com visita à Furna do Enxofre e à Praia (S. Mateus) sob a supervisão e erudição de Jorge e Lourdes Cunha, nossos guias habituais desde 2015.
Outra novidade seria desvelada na receção nos Paços do Concelho a Eduíno de Jesus, José Luís Peixoto e Teolinda Gersão, quando o nosso patrocinador institucional dos colóquios pascais Eng.º Joaquim Feliciano da Costa da Câmara de Belmonte, desvelou a proposta de geminação de Belmonte com Santa Cruz da Graciosa, estando reservado um intercâmbio entre grupos de teatro e grupos corais, entre outros, de ambas as vilas. A geminação deve ocorrer na abertura do 33º colóquio de 2 a 5 de abril 2020.
A sessão inaugural, como vem sendo costume teve lugar na escola local, onde durante hora e meia, professores e alunos puderam interagir com uma dezena de autores presentes, sendo no final agraciados com um simpático almoço confecionado
localmente. O nosso obrigado ao Presidente do Conselho Executivo João P. P. Costa e demais pessoal. Depois, no Centro Cultural, com uma assistência reduzida, demos início aos trabalhos na presença dos convidados Eduíno de Jesus, Eduardo Bettencourt Pinto, Jorge Arrimar, do Presidente da Câmara (Manuel Avelar) e da Secretária Regional da Energia, Ambiente e Turismo (Marta Guerreiro) em representação do Presidente do Governo Regional.
A generosidade e partilha dos convidados especiais logo se fez notar a partir do primeiro jantar integrados no nosso ambiente intimista e seria o mote até ao final da presença deles.
Houve ainda lugar à participação de dois jovens praticantes locais de flauta nas sessões musicais que a Ana Paula Andrade do Conservatório de Ponta Delgada preparou com a soprano Carina Andrade e a violinista Carolina Constância, havendo depois várias sessões “impromptu” com os músicos timorenses e a jovem Joana Carvalho dentro do espírito familiar destes convívios.
As cerca de cinco dezenas de participantes tiveram, na maior parte das sessões, a presença de membros da população local, o que muito nos apraz registar. Ficou o compromisso de regressar em 2023 a esta ilha que tão bem nos sabe receber.

Saliento a riqueza da intervenção de Victor Rui Dores que, na cerimónia de agradecimento à Câmara Municipal pelo jantar de dia 5, se juntou aos músicos Ana Paula Andrade, Carolina Constância, Carina Andrade, Joana Carvalho, Piki Pereira e Mintó Deus e nos deu umas horas de verdadeiro entretenimento que envolveu todos os presentes.

Obviamente, e sem descurar a qualidade de todas as intervenções, algumas com acalorado debate, destaco as dos convidados TEOLINDA GERSÃO, JOSÉ LUÍS PEIXOTO E FÉLIX RODRIGUES, lamentando apenas que nenhum dos seus editores tivesse disponibilizado livros para assinar. Iremos tentar obviar a isto em próximas edições.
Na sessão final na homenagem a Eduíno de Jesus, a AICL presenteou-o com um vídeo, uma sessão de poesia sua a quatro vozes e uma salva de prata recordando o momento.
Ficou a promessa de participação em Belmonte no 33º dos convidados de honra deste colóquio .

 

1. Conclusões:
1.1. Assinala-se a importância da celebração de novo acordo entre a Câmara de Belmonte e a AICL garantindo a presença dos colóquios em Belmonte de 2022 a 2026 e a consolidação do projeto do núcleo da Lusofonia no Museu dos Descobrimentos.
1.2. Celebra-se a intenção aceite pelas partes da geminação entre a Câmara de Belmonte e a de Santa Cruz da Graciosa que irá permitir intercâmbios a nível de teatro e de grupos musicais (coros, etc.) entre ambas as Vilas, e que permitiu já a vinda da jovem cantautora Joana Carvalho. Assim prevemos que Manuel Avelar presidente da Câmara de Santa Cruz
assine esse protocolo de geminação na abertura do 33º colóquio.
1.3. Assinala-se com honra a presença neste 32º colóquio de Teolinda Gersão e de José Luís Peixoto, duas referências a nível da literatura nacional e internacional que muito brilho vieram trazer a este colóquio e satisfaz anunciar a sua vontade de estarem presentes no 33º em Belmonte.
1.4. Temos igualmente a promessa da participação no 33º em Belmonte de Joel Neto (ausente por motivo de força maior) de Pedro Almeida Maia e do cientista Félix Rodrigues
1.5. A Casa dos Açores em Lisboa enviou uma mensagem a congratular-nos pela homenagem a Eduíno de Jesus autor AICL 2019 a qual foi lida na sessão dedicada ao poeta.
1.6. Recebemos e aceitamos o convite a regressar à Graciosa que ficou desde já previsto para 2023
1.7. A comunicação social de Santa Catarina, Brasil (que aqui esteve representada por Sérgio e Marize Prosdócimo) deu cobertura ao evento, bem como a Rádio Graciosa, RTP Açores e Lusa além de outros jornais açorianos.

2. AGRADECIMENTOS

Agradecimentos são devidos ao prestimoso Presidente da Câmara de Santa Cruz, Manuel Avelar, bem como ao Governo Regional e suas Direções Regionais do Turismo, das Comunidades, da Cultura, ao Hotel Graciosa Resort e Adão Torres que foi seu diretor executivo até dia 29/9, e à Neuza Muzemba atual gestora (agradecemos à nova
gerência e pessoal do Hotel Graciosa Resort a sua disponibilidade para com todos os convivas), ao Dr Jorge Cunha, diretor do Museu coordenador da vertente cultural (rotas geoculturais) deste evento, ao Conselho Executivo da EBS Graciosa que nos recebeu e agraciou com um delicioso almoço

3. O nosso apreço vai para os convidados de honra que, prontamente, aceitaram o nosso convite, escritores Teolinda Gersão, José Luís Peixoto, cientista Professor Félix Rodrigues e ao nosso mestre, decano das letras açorianas EDUÍNO de JESUS homenageado da AICL em 2019.
4. Agradecemos ao nosso parceiro institucional, a Câmara de Belmonte aqui representada pelo Eng.º Joaquim Feliciano da Costa, que aqui nos trouxe a fabulástica voz da jovem cantante JOANA CARVALHO, e agradecemos a disponibilidade total que, desde 2018, demonstram os amigos e músicos timorenses Piki Pereira e Mintó Deus que muito enriqueceram as nossas sessões.
5. Encómios ainda para os convidados escritores Eduardo Bettencourt Pinto do Canadá, Jorge Arrimar de Angola, Álamo Oliveira, Norberto Ávila, Manuel Jorge Lobão e Victor Rui Dores da Graciosa.
6. Demos as boas vindas aos novos associados o escritor Pedro Almeida Maia dos Açores, e o escritor cabo-verdiano Hilarino da Luz, terminando congratulando a presença do Conservatório Regional de Ponta Delgada, com a maestrina, compositora e pianista Ana Paula Andrade, a violinista Carolina Constância, a soprano Carina Andrade.
7. Ao nosso laborioso adjunto da direção, Pedro Paulo Câmara coadjuvado pela infatigável Carolina Cordeiro, o nosso obrigado pelo incomensurável apoio na seleção de convidados e na gestão da sua estadia.
8. Por fim reiteramos a nossa gratidão ao Governo Regional aqui representado pela Secretária Regional da Energia, Ambiente e Turismo (Marta Guerreiro), cujo apoio financeiro nestes últimos dois anos tem sido fundamental para o leque alargado de mais de 20 escritores presentes.
9. Às entidades locais, nomeadamente o ex-deputado João Bruto da Costa, congressistas e associados participantes no 32º colóquio, o nosso muito obrigado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here