“Natal com Tradição” arranca na Horta a 01 de dezembro

0
135

São 37 dias e 55 atividades que compõe o “Natal com Tradição” 2019, e “que pretendem, acima de tudo, promover o comércio tradicional e manter vivas as tradições durante a época natalícia na ilha do Faial”, anunciou José Leonardo Silva, presidente da Câmara da Horta, numa conferência de imprensa que contou ainda com a presença dos principais parceiros deste projeto, a saber, Câmara do Comércio e Indústria da Horta e Urbhorta.

Este ano aumentamos o investimento referente a este projeto. São 45 mil euros de investimento nas pessoas e com um claro retorno para os nossos empresários e para a nossa economia. Estão, acredito, reunidas todas as condições para termos um excelente Natal no Faial”, afirmou o presidente da autarquia, que salientou a variedade de atividades, desde concertos, espetáculos para os mais novos e para os mais velhos, animação infantil, workshops focalizados na reutilização de materiais, teatro, música, entre outros, com o objectivo de “ligar a economia à cultura”.

O Concerto de Passagem de ano realizar-se no Centro de Acolhimento Empresarial e a realização de um desfile com a recreação do nascimento de Jesus Cristo, no dia 7 de dezembro, são algumas das novidades do programa deste ano, onde em agenda está o habitual Concurso de Presépios e Altarinhos, o Festival de Sopas e ainda as atuações dos Ranchos de Natal e o Dia das Montras.

Na Passagem de Ano, destaque ainda para o espetáculo piromusical aquático e para o fogo de artificio, que este ano será lançado em simultâneo do Terminal Marítimo, do Porto Comercial da Horta e ainda da Espalamaca.

Para Davide Marcos, presidente da Câmara do Comércio e Industria da Horta, uma das entidades parceiras deste projeto, “o Natal é uma época propícia a negócios e desafio os comerciantes a se desafiarem, a procurarem cativar os seus clientes. Fechar a porta não deve ser o caminho. O caminho passa por dar um novo fôlego aos negócios, sobretudo numa altura em que proliferam as transações online”.

José Leonardo Silva, salientou no momento a necessidade de “defendermos as nossas tradições”, através de um programa rico e diversificado para as nossas famílias porque o Natal é uma época de consumo mas também de alegria e convívio”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here