Dados primeiros passos para a instalação efetiva do Centro Interpretativo da Base das Lajes

0
130
Foto - Direitos Reservados

Alonso Miguel, deputado do Grupo Parlamentar do CDS-PP/Açores, afirmou esta quinta-feira que “a valorização do património cultural da Base das Lajes é fundamental para a preservação e promoção da nossa identidade, como prova do legado da nossa Região e do País na defesa da democracia e da liberdade”.

Nesse sentido, os deputados do CDS-PP/Açores apresentaram hoje um Projeto de Resolução, que recomendava ao Governo Regional a constituição de uma comissão instaladora e coordenadora do Centro Interpretativo da Base das Lajes, que integre um representante do Governo Regional, um representante do Instituto Histórico da Ilha Terceira e um representante da Universidade dos Açores.
“A missão desta comissão”, revelou Alonso Miguel, “será assegurar o cumprimento de objetivos como a promoção de atividades no âmbito da interpretação da história local, o apoio à investigação científica e o fomento do turismo cultural na ilha Terceira”, fazendo do Centro Interpretativo da Base das Lajes “um espaço verdadeiramente dinâmico de aprendizagem e sociabilidade”.

No âmbito do Plano e Orçamento da Região Autónoma dos Açores de 2019, o CDS-PP propôs e fez aprovar, a criação do Centro Interpretativo da Base das Lajes, “uma resposta a todos aqueles que procuram o acesso à História Contemporânea da Ilha Terceira e dos Açores no contexto geopolítico e geoestratégico mundial”, afirmou Alonso Miguel.

No debate,Avelino Meneses, Secretário Regional da Educação e Cultura afirmou que estão reunidas as condições para a criação do Centro Interpretativo da Base da Lajes, adiantando que o centro terá de ser “um espaço de valorização, divulgação e reflexão sobre o património da comunidade e um ponto de partida para o conhecimento da ilha e do arquipélago”, além de poder constituir “uma mais valia” no desenvolvimento do turismo e da dinamização da economia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here