Artigo de Opinião | PEDIDO URGENTE AO GOVERNO E POPULAÇÃO por Filipe Tavares

0
Foto . Andreia Luís
A única forma de vencermos o COVID-19 é evitando a sua propagação. Em países como Itália, Espanha e até mesmo em Portugal, o nº de mortes e casos confirmados aumenta de dia para dia e vai continuar a aumentar. À data de hoje, Itália regista cerca de 5000 mortes e seleciona quem pode ou não ser assistido conforme as possibilidades de sobrevivência. Espanha prepara-se para limitar o acesso aos ventiladores, equipamentos essenciais para assistir os quadros clínicos mais complexos. O cenário que se prevê é de contágio descontrolado e morte.
Avançando com uma quarentena geral obrigatória nos Açores, ao invés de uma simples recomendação de quarentena, não seria de todo impossível pensar-se que dentro de 45 dias teríamos a situação controlada (cá dentro). É a única forma de não sobrecarregarmos os serviços de saúde para que prestem um apoio eficaz à nossa população. Neste contexto, um conjunto alargado de pessoas terão de estar expostas ao contágio para garantir assistência médica e a subsistência de toda nossa população. A única forma de protegermos essas pessoas é ficando em casa, cumprindo com rigor as medidas de segurança e higiene. Temos de respeitar e proteger aqueles que, em vez de estarem em casa a proteger as suas famílias, estão a trabalhar para que nada nos falte. Estão a dar tudo por todos nós. Se não avançarmos já com uma quarentena geral obrigatória, todo o esforço destas pessoas e daqueles que já iniciaram a sua quarentena, fecharam os seus negócios ou deixaram de trabalhar e obter rendimentos será em vão, porque a probabilidade de virem a ser infetados mais tarde será cada vez maior à medida que surgirem mais casos confirmados de COVID-19.
Já temos o movimento de passageiros altamente condicionado e estamos de parabéns por isso! Só nos resta que o Governo dos Açores, ao abrigo do estado de emergência, condicione ainda mais a movimentação da população dentro da cada uma das ilhas. É urgente decretar QUARENTENA GERAL OBRIGATÓRIA a toda a população açoriana. A forças de segurança, polícias e militares deverão ir para a rua controlar todas as movimentações. Não havendo uma vacina, esta será a forma mais rápida e eficaz para erradicarmos o COVID-19 em cada uma das nossas ilhas, concelhos e freguesias. Vamos acabar de uma vez com este inferno!
Já todos sabemos que não vamos receber turistas enquanto não for seguro, este sector está condenado por algum tempo, não tenhamos ilusões. Mas podemos sair desta tormenta e viver em segurança em cada uma das nossas ilhas se aplicarmos medidas extremas nesta fase. Quanto mais cedo o fizermos, mais cedo poderemos abraçar a nossa família e amigos, pois estamos todos divididos. Quanto mais cedo o fizermos, mais cedo poderemos contribuir para recuperar a economia regional e salvaguardar empregos, dentro do que for possível numa situação de isolamento em relação ao exterior.
O pior ainda está para vir e se não agirmos já, iremos começar a assistir ao número de mortes a progredir de forma descontrolada na Região. Ninguém está livre de ser infetado. O vírus também se transmite através de pessoas que não apresentam sintomas e pode resistir em superfícies como madeira, vidro, plástico, metal ou outros materiais durante vários dias, consoante as condições ambientais! O coronavírus é um pesadelo para o qual não estávamos preparados. Ninguém está em segurança. Quanto mais tempo demorar esta crise, maior será o desgaste psicológico da nossa população. À medida que o nº de mortes e infetados aumenta, o desgaste e o desespero serão cada vez maiores e milhares de pessoas já terão passado muito tempo em isolamento. Pensemos na saúde mental de todos nós.
Pensemos nas dificuldades que irão passar os profissionais de saúde e todas as pessoas que estarão a trabalhar para nos socorrer e abastecer. Estas pessoas não são de “ferro” e também podem contrair o vírus!
Pedimos ao Governo dos Açores que isole todos os concelhos e freguesias, e coloque a polícia e militares a controlar a circulação de pessoas entre localidades, com base no bom senso e nas necessidades da população. O que fizermos hoje terá resultados dentro de 15 dias!
Pedimos ao Governo dos Açores que promova uma QUARENTENA GERAL OBRIGATÓRIA! Não queremos que este pesadelo se prolongue por vários meses e por isso temos de dar tudo por tudo agora para que em breve possamos sair à rua com toda a confiança, saúde e segurança.
Vamos abraçar a QUARENTENA! Vamos abraçar o ISOLAMENTO!

 

Filipe Tavares
Presidente da Direção

ARTAC – Associação Regional para a Promoção e Desenvolvimento Sustentável do Turismo, Ambiente, Cultura e Saúde

Pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here