Bolieiro garante apoio do PSD/Açores a revisão orçamental para ajudar famílias e empresas

0
117
Foto de Arquivo
O presidente do PSD/Açores garantiu hoje o apoio do partido a uma revisão do Orçamento que vise ajudar as famílias e empresas a enfrentar o impacto económico da pandemia da COVID-19, alegando que “as pessoas são mais importantes que os défices orçamentais”.

“As pessoas são mais importantes que o dinheiro e os défices orçamentais. É previsível a necessidade de 10% do PIB regional para fazer face, de forma realista, a esta situação, como refere a Câmara de Comércio e Indústria dos Açores. Isto é, cerca de 400 milhões de euros. O PSD declara, desde já, o seu apoio a uma eventual revisão do Orçamento da Região para enfrentar a mais que certa crise económica e social nos Açores”, afirmou José Manuel Bolieiro aos jornalistas, através de videoconferência.

O líder social-democrata assegurou o apoio do PSD/Açores a um eventual recurso ao endividamento por parte do Governo Regional, à reprogramação das verbas previstas no atual quadro comunitário de apoio e à revisão dos investimentos públicos “não essenciais, libertando assim verbas para os apoios extraordinários agora previstos ou a prever”.

“O momento não é para protagonismos e combates políticos inúteis ou de carácter partidário. O PSD/Açores apoia todas as medidas com que os governos da Região e da República já avançaram. No entanto, acompanhamos a justa preocupação dos parceiros sociais quanto à insuficiência das medidas, tanto para as empresas, como para os trabalhadores. Os apoios devem ser extensivos a todas as atividades económicas”, disse.

Segundo o presidente do PSD/Açores, “mais vale hoje ser generoso nos apoios financeiros necessários do que deixar a Região amarrada a uma rigidez orçamental que arruíne a economia e o emprego”.

José Manuel Bolieiro alertou, citando o Conselho Económico e Social dos Açores, que a Região está na iminência de enfrentar um “desastre económico”, recomendando ao Governo Regional um “constante diálogo” com os parceiros sociais.

“Os parceiros sociais são os que melhor podem aconselhar à formulação de medidas adequadas a cada momento, para não deixar morrer a economia, as empresas e o emprego”, frisou.

O líder social-democrata defendeu que todos os serviços da administração pública e as empresas públicas regionais procedam ao “pagamento imediato” aos fornecedores dos bens e serviços já faturados, bem como que a Segurança Social proceda à “redução significativa dos prazos de pagamento dos apoios sociais previstos”.

José Manuel Bolieiro considerou igualmente necessária a antecipação dos pagamentos de apoios comunitários aos empresários cujas candidaturas já tenham sido aprovadas.

O presidente do PSD/Açores propôs ainda um “amplo ‘Simplex’ administrativo contra a burocracia”, tendo-se mostrado igualmente favorável à concessão de apoios a fundo perdido que “ajudem a manter o emprego e as empresas”, independentemente da dimensão destas, não esquecendo os empresários em nome individual.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here