Campanha ‘Viver os Açores’ conta já com cerca de 1.700 inscrições

0

A campanha ‘Viver os Açores’ já recebeu cerca de 1.700 inscrições na plataforma por parte de residentes em todas as nove ilhas do arquipélago, adiantou a Secretária Regional da Energia, Ambiente e Turismo, considerando que “evidencia a procura e o interesse por esta iniciativa e o sucesso de uma medida de apoio relevante para os açorianos”.

Marta Guerreiro, que falava aos jornalistas, em Ponta Delgada, após uma visita à agência de viagens Melo Travel, no sentido de perceber a aceitação e a forma de operacionalização desta campanha de turismo interno, referiu que a adesão a esta ação, em vigor desde 16 de junho, por via do apoio financeiro, “permite o acesso a um alargado número de famílias, promovendo a realização de férias cá dentro”, cujos resultados anunciados se referem a viagens já em concretização neste momento ou a realizar nas próximas três semanas.

Segundo a governante, “o portal criado é de fácil acesso” e permite que qualquer interessado possa submeter a informação diretamente na plataforma, sendo certo que também “é possível fazê-lo através das agências de viagem”, tal como foi observado hoje durante a visita.

Marta Guerreiro referiu que o incentivo, que pode chegar a 175 euros por pessoa, ou, por exemplo, 475 euros para uma família com três pessoas, “é muito mais do que um mero desconto numa tarifa aérea”, pois promove a “dinamização de variados serviços turísticos de uma forma integrada, ou seja, permite a dinamização da oferta hoteleira, dos restaurantes, das empresas de animação turística e mesmo das agências de viagem”.

A Secretária Regional ressalvou que “não se pode comparar este modelo integrado com descontos em tarifas”, que acabariam por ser aplicados nas mais variadas tipologias de viagens (profissionais, saúde, etc.), algumas das quais com muito pouca dimensão turística.

Na ocasião, Marta Guerreiro adiantou que os resultados do estudo elaborado pelo Observatório de Turismo dos Açores (OTA) evidenciam que “cerca de 84% dos residentes que tencionam realizar uma viagem pretendem fazê-la dentro dos Açores”, o que vai ao encontro da campanha promovida pelo Governo Regional.

“O estudo aponta ainda que os Açorianos optarão nas suas férias por alojamento turístico em meio rural ou urbano que contenha espaços verdes”, acrescentou.

Segundo a Secretária Regional, “42% dos inquiridos referem que estão dispostos a pagar mais por umas férias seguras”, sendo que, para 76%, o fator da segurança sanitária é importante na escolha dos estabelecimentos e atividades turísticas.

“Neste momento, existem fatores que são primordiais na tomada de decisão das pessoas, posicionando-se à frente do fator preço, principalmente a opção por destinos que oferecem condições de segurança sanitária associadas a uma oferta de descanso e lazer desmassificada”, sublinhou.

Marta Guerreiro referiu ainda que a implementação do selo ‘Clean & Safe Açores’, atribuído com base no Manual de Boas Práticas COVID-19, assume-se como uma medida essencial na retoma gradual do setor, preparando as empresas desta atividade, ao mesmo tempo que transmite uma mensagem de segurança relativamente às questões de saúde pública.

Para a titular da pasta do Turismo, “estas duas ações, o selo ‘Clean & Safe Açores’ e a campanha ‘Viver os Açores’, são, efetivamente, duas medidas que mostram estar alinhadas com as preocupações e motivações dos Açorianos, de acordo com os dados do OTA”.

Os interessados podem obter mais informações sobre o selo ‘Clean & Safe Açores’ e sobre a campanha ‘Viver os Açores’ em https://clean-safe.azores.gov.pt/ e https://viverosacores.azores.gov.pt/.

Pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here