Segunda-feira, Janeiro 17, 2022
Inicio Notícias Tato Borges contratado para apoio técnico especializado no reforço do combate à...

Tato Borges contratado para apoio técnico especializado no reforço do combate à pandemia

O presidente do Governo dos Açores defendeu hoje que o contrato celebrado com o médico Tato Borges não é “um regresso” porque o clínico “não perdeu vínculo” de “aconselhamento”, apesar da extinção da Comissão de Luta contra a Pandemia.

“Não se trata de um regresso, mas sim de um acompanhamento, desta feita contratualizado para o bom aconselhamento, desde logo da Direção Regional de Saúde, da Autoridade de Saúde Pública da Região e do próprio Governo, no âmbito da Secretaria Regional da Saúde”, afirmou José Manuel Bolieiro.

Tato Borges, médico especialista em saúde pública, liderou a Comissão de Acompanhamento de Luta contra a Pandemia nos Açores, criada em dezembro de 2020 e extinta desde 01 de setembro de 2021.

Segundo um extrato publicado na Bolsa de Emprego Público dos Açores, o executivo açoriano autorizou a celebração de um contrato de prestação de serviços com o médico especialista em saúde pública, Gustavo Tato Borges.

O contrato tem efeitos a partir de 15 de janeiro, “por um período que se prevê de seis meses”, e será pago num “um valor mensal de 1.000 euros, acrescidos de IVA”.

Ainda segundo o mesmo documento, Gustavo Tato Borges será contratado para “desempenhar funções de apoio técnico especializado e consultoria no reforço do combate à pandemia causada pela covid-19”.

Questionado hoje sobre a celebração deste contrato, o presidente do Governo Regional frisou que “não se trata de um regresso físico, nem a constituição ou a reconstituição da Comissão Especial de Acompanhamento da Luta Contra a Pandemia da Covid-19”.

José Manuel Bolieiro lembrou que, independentemente da extinção da Comissão, “o relacionamento” com o médico especialista em saúde pública “seria sempre, além de pessoal, também técnico e institucional”.

O presidente do Governo Regional sustentou que Tato Borges “cumpriu a sua missão e bem” na presidência da Comissão, “terminou-a, mas não perdeu vínculo de relacionamento, de aconselhamento connosco”.

“Não estamos a fazer nada inesperado, nem inovador sendo certo que a situação epidemiológica atual recomenda um acompanhamento e aconselhamento mais próximo”, vincou o presidente do Governo açoriano.

José Manuel Bolieiro sublinhou ainda que, “em primeiro lugar, está a saúde pública e o acompanhamento técnico e científico inquestionavelmente por quem, aliás, tem voz nacional e acompanha todo o evoluir da situação nacional”.

Enaltecendo o trabalho da Comissão de Acompanhamento da Luta Contra a Pandemia nos Açores e do seu presidente, o chefe do executivo açoriano sublinhou que foi “igualmente também de grande sucesso o processo seguinte, o da vacinação contra a covid-19″, com colaboração específica da Comissão de Acompanhamento de Luta contra a Pandemia nos Açores”.

Lusa

Pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here